Evolution = Humanität + Diversität + Totalität + Spiritualität

4'000 Reais cada - ou 14'500 Reais conjunto de 4 telas Dimensão: 60 x 70 x 4 cm cada

Ano de produção: 2021

Técnica: acrílico, 3D

Dimensão: conjunto de 4 telas da série “Evolution”, 60 x 70 x 4 cm cada

A artista deixa a livre critério se a obra será mantida em um conjunto de 4 telas (humanidade, diversidade, totalidade e espiritualidade) ou será separada e admirada de forma individual.

Cada obra tem formas semelhantes a sinapses de transformações, explosões de neurônios e realça um desenvolvimento, isso de forma inconsciente e abstrata, utilizando o estilo de representação da “neuro arte”. 

A mente do admirador pode ser ampliada através da linguagem não racional que se apropria de elementos neuro gráficos, que reflete uma interface cibe artística, baseada em tecnologia eletroencefalográfica.

A junção das obras representa uma utopia de uma conexão de um crescimento do ser humano ao seu mais alto nível, despertando o auge e alcançando a evolução (Evolution).

As obras vibram continuamente e chamam o olhar do admirador, tendo um efeito hipnotizante e de acordo com a crença de cada um, podendo até ter um poder de cura.

A artista reforça que o primeiro passo é nos conscientizarmos de que não somos somente o nosso ego (a nossa ideia de identidade), mas, que somos sim muito mais do que isso (Carl Jung). A questão não é atingir a perfeição, mas sim nos tornamos maiores e completos, num processo de unir o consciente e o inconsciente.

Busque ir além de suas certezas, duvide de quem você é, do que você vê, questione sempre. Vá além de quem você acredita ser, para encontrar quem você realmente é.

HUMANITÄT (Humanidade)

Ano de produção: 2021

Técnica: acrílico

Dimensão: 60 x 70 cm

“HUMANITÄT” (“Humanidade”), obra realizada com tinta acrílica 3D glitter sobre painel (60 x 70 x 4 cm), da Série “Evolution” (“Evolução”), de Diane Dumas (@dianedumas11), discute um conceito fundamental: o que torna a raça humana distinta dos outros seres existentes? A arte é um elemento essencial nesse debate. A obra que acompanha este post, por exemplo, é um produto que apenas a nossa espécie cria – e cada trabalho é único no sentido de proporcionar uma reflexão contínua sobre o sentido da vida. Nesse aspecto, a composição no espaço, as linhas e cores são recursos que permitem atingir os mais diversos resultados expressivos para que se observe a potencialidade de cada pessoa de se libertar de aparentes limitações por meio da criação visual.

Oscar D’Ambrosio

DIVERSITÄT (Diversidade)

Ano de produção: 2021

Técnica: acrílico

Dimensão: 60 x 70 cm

DIVERSITÄT (“Diversidade”), Série Evolution (“Evolução”), de Diane Dumas (@dianedumas11), tinta acrílica, 3D, glitter, 60 x 70 x 4 cm

O conceito de diversidade traz, no seu bojo, ideias de diferença e de diversidade. Em uma obra de arte, significa a possibilidade de cores e formas distintas poderem dialogar. A multiplicidade de visões nos atos de criar e de interpretar um trabalho são essenciais. A pluralidade e o heterogêneo são elementos fundamentais quando se pensa que uma obra artística, em sua matriz mais autêntica, não deveria nascer para instituir normas, como faz um Estado político, mas para questioná-las. Se é possível falar em cultura como algo que aproxima um grupo de pessoas, a arte, enquanto obra, carrega consigo a dissonância das interrogações. São elas que promovem, pela diversidade que atestam, o pensamento e o convívio harmônico das diferenças como riqueza de interpretações daquilo que se entende como realidade.

Oscar D’Ambrosio

TOTALITÄT (Totalidade)

Ano de produção: 2021

Técnica: acrílico

Dimensão: 60 x 70 cm

TOTALITÄT (Totalidade), de Diane Dumas (@dianedumas11)

Pintada com tinta acrílica, 3D e glitter, a obra (60 x 70 x 4 cm) que acompanha este post integra a Série Evolution (Evolução) e indica a busca humana por essa palavra mágica que é a “totalidade”, difícil de definir, mas que pode ser sentida. A percepção de que se é inteiro e completo não passa apenas por uma visão analítica e racional, mas necessariamente traz questões existenciais subjetivas sobre o significado da vida para cada um. Nesse aspecto, a imagem, seja entendida como abstrata ou como um ponto de partida para encontrar elementos reconhecíveis, torna-se um ponto inicial de reflexão sobre como podemos ser inteiros e plenos mesmo em um mundo que enxergamos como fragmentado. Ser universal em meio a individualidades é um grande desafio.

Oscar D’Ambrosio

SPIRITUALITÄT (Espiritualidade)

Ano de produção: 2021

Técnica: acrílico

Dimensão: 60 x 70 cm

SPIRITUALITÄT (Espiritualidade), de Diane Dumas (@dianedumas11)

Pintada com tinta acrílica, 3D e glitter, a obra (60 x 70 x 4 cm) que acompanha este post, da Série “Evolution” (“Evolução”) da artista, remete a um universo plástico em que, desde o título, conduz a um raciocínio em que a relação entre uma pessoa e o universo se dá pela propensão humana de buscar um significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível. As formas apresentadas no trabalho, com predomínio do azul, marrom e amarelo, estabelecem um universo autônomo. A criação, portanto, tem valor em si mesmo sem necessitar de uma referência externa. A obra estimula a busca de uma conexão interna com algo maior que si mesmo, que não necessita ser necessariamente uma vivência religiosa. Pela imagem, existe, portanto, a possibilidade de chegar à própria essência.

Oscar D’Ambrosio