LEGO

TELA: 60 x 80 (2005)

Uma tela antiga da artista, baseada na inspiração de estudos de fragmentos de outra obra e com uma adesão pessoal.

O uso da mistura das cores se dá de forma sábia e misteriosa.

Uma imagem abstrata bem construída e bem resolvida com muitas camadas. Focado no significado inconsciente do telespectador. O quebra cabeça significa estruturas de cada indivíduo e as estruturas da sociedade.

uma montagem viva, as experiências que vamos adquirindo ao longo de nossas vidas,  montadas como um lego e construindo uma imagem. A cada minuto a imagem se desloca e se modifica, fazendo dela uma imagem única e diferenciada. Ela tem esse poder de transformação.

No momento o que sobressai é a imagem de uma elegante e obscura dama com seus animais (cavalos e elefantes) numa passeata floresta adentro entre árvores perfumadas. Um amanhecer versus um entardecer extenso .

“Sem chamado, um entornado pesar entrou e simplesmente se sentou

Alma minha, como pulsar assim

Poder dominador…te peço educadamente desgrude.

Lágrimas vividas não combinam com minhas cores

Nos giros deixem me rodopiar

E que o noturno elege a lâmpada…a mágica obviamente

A luz e eu dentro

No eixo ou fora…unidos e ligados”  (Diane 2018)