TODO MUNDO NO MUNDO DE TODO MUNDO

TODO MUNDO NO MUNDO DE TODO MUNDO

1A tela é representada por um complô de cores néon vibrantes demonstrando uma multidão de pessoas, umas dentro das outras. São os vivos interagindo. Todos estamos juntos e separados e separados e juntos em algum momento de nossas vidas. Trata-se de uma união-junção mundial.

Esses seres distintos simbolizados por figuras de tamanhos, formatos e cores diferentes e sem especificação de rostos e detalhes  (cada um com seu acreditar e seu comportamento de se expressar) formam um conjunto de uma raça a parte (eliminação da discriminação) e reforçam a energia existencial de que todo mundo vive no mundo de todo mundo e contribui para todo o mundo (um dentro do outro e fora dele ao mesmo tempo). Existe uma interação e uma junção superior e que o crescimento somente se dará se deixarmos de sermos egocêntricos e olharmos para todos como um todo.

A imagem representa energias vivas e únicas reforçando o complexo da igualdade mantendo e respeitando a diversidade. Cada um de nós é o outro do outro! Precisamos um do outro!

O quadro, recebeu tintas com material luminescente e, tem a “magia” de brilhar no escuro da noite, ele se ilumina comprovando que mesmo sem iluminação, ele tem o poder de ter uma luz própria, pois é vivo. O contorno das figuras vivas, que mesmo adormecidas fica brilhando, acentuando as auras das pessoas. O brilho na escuridão reforça o efeito ininterrupto das vibrações entre seres vivos. Uma festa contínua do dia e da noite, um brilho (uma claridade) na eternidade.

Essas silhuetas também dão abertura a visão de maçanetas, de fechaduras e chaves de modelos diferentes, que abrem todos os tipos de portas e janelas vivas. A decisão está dentro de nós, de virar ou não a maçaneta, decidindo entrar (ir adiante) ou sair (recuar) perante um desafio. Encaixes e desencaixes. Abrir ou fechar a própria tela.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *